About

Hoje eu estava estampando chapado!

Mas não se trata do que estão imaginando, e sim do corriqueiro processo de impressão das "adictas" Cores Sólidas, imagino que chamadas de chapadas por derivarem  a palavra "chapa", a matriz da impressão offset.
Concordo que é realmente algo bem simples e corriqueiro e não precisaria de muita explicação, porém apesar da simplicidade evidente, podemos tomar alguns cuidados que farão com que a estampa fique sem alguns defeitos bastante comuns...

O repique é usado tanto quanto for necessário para dar a cobertura e toque desejado resultante, pois chapado que se preze tem que estar devidamente uniforme.
Para que os traços fiquem bem distintos é preciso evitar a serrilha na matriz, isto é, quando o acabamento não possui definição suficiente nos contornos, que ficam em "zig-zag" ao invés de retos. Resumidamente evitaremos usando tecido com contagem suficiente de fios, arte final de boa resolução em mídia estável, camada de emulsão suficiente, emulsão de qualidade exposta à fonte de luz no tempo correto e revelada sem forçar com o jato dágua...

Outro fator negativo que compromete a estética final da composição são os famosos filetes brancos onde o registro deu uma "folgadinha"... O recurso mais eficaz para evitarmos isso é o uso do Trapping (sobreposição das bordas) é usado geralmente nas cores inferiores, ou seja , as que vão estampadas antes, por baixo da cor predominante... E feito via software, engrossando o contorno das cores selecionadas. E do Overprint que é a sobreposição da cor escolhida sobre todas as outras cores, por exemplo, um retângulo vermelho chapado em baixo de um texto azul sem utilização de parte vazada. Desta maneira não tem como fugir o registro...
Vazado é o termo utilizado pra descrever a parte onde fica sem acréscimo de tinta.

  Desenho chapado com utilização de Trapping nas cores: Vermelho, roxo, branco e verde musgo. Detalhe de "mega retículas" em verde claro e branco.... E contorno em preto (pois as camisetas estampadas eram de diversas cores).
Não foi usado fundo branco, todas as tintas são supercobertura diretas sobre o tecido que reduziram o toque e evitaram o contratempo das indesejáveis "bolinhas brancas", exceto o preto que era Clear...
O verde claro (efeito simulador de imagem com retículas de pontos Ben-day) foi estampado sobre o verde musgo com uso de Overprint, evitando fuga de registro...
Todas as cores foram estampadas com uso de cura intermediária entre camadas.


A imagem originalmente foi criada pelo artista da Pop art Roy Lichtenstein, e é bastante famosa... O que fiz foi dar uma "zombieficada" personalizada na mulher, colocando umas cicatrizes, sangue e hematoma, e alterando as cores originais por umas mais fúnebres...

6 comentários:

THARTES disse...

parabens alem de descontraidas,seus artigos sao otimos !
vlw e muito sucesso

re_di_bel disse...

muito bom ficou esta arte, uma técnica legal, parabéns amigo!

Me disse...

Puxa! Valeu mesmo, muito grato pelos comentários!

marcus disse...

É por essas e outras que sempre visito esse blog! A criatividade não fica "presa" as estampas. Essa pop art zombieficada ficou irada! Longlivesilkfuckingroll!!!!!

Estampart disse...

Ficou mto massa msm!
Gosto mto do seu trabalhos...

Andre Karlinski disse...

Muito legal o Blog, parabens!

 

Home | About Me | YouTubeChannel-1| YouTubeChannel-2 | EZine-Impregnantes | MySpaceTheCO2 | Twitter | Orkut | Facebook

Yarrru! Silk'n'roll © Design by Yarru | Publisher : Me