About

Dirt&pop!

 Já havíamos reproduzido à muito tempo atrás o clássico famoso Campbell's do Warhol! Agora ele já está com a data de validade completamente estourada, apodreceu!
Na prática é só mais uma policromia daqui do Yarru! Sem muita variedade, tintas base água, 45 lpi, poliéster 77 fios... E já que como a imagem vale mais que a narrativa, chega de discurso!
Solta o play e curta o som!


Detrito Federal... Se seu pai pudesse escolher... (Back to the 80's)

Silk'n'LongPlays!

 A idéia foi criar peças decorativas reutilizando os nostalgicos LPs, como meu negócio é serigrafar só pude pensar em ornamentar os bolachões com artes de capas históricas e/ou logos de grupos... Algo relacionado à música!
Apesar do buraco central ser convidativo pra pendurar o disco na parede com um preguinho, achamos melhor usarmos uma fixação com dois pontos de fita dupla face + eva, deixando um "fora de contato" entre o disco e a parede, com efeito 3D.

1- Fundo preto aplicado pra anular o rótulo.
2- Esta capa do Sex Pistols, originalmente foi impressa usando os primários magenta/amarelo/black, e imitava uma carta terrorista escrita com recortes de jornal...
3- Terceiro disco dos Ramones, foto clássica em frente ao finado CBGB.
4- VU... Album da banana do Andy Warhol. To peel slowly and see...
5- Gradiente/degradê no logo dos Strokes!
6- Não podia faltar uma edição pirata...
7- London Calling by Clash.
8- The Libertines, seu logo hidrometalizado...

Na prática:
Impressões diversas sobre discos de vinil.
Apesar de serem fabricados com vinil não usei tinta "vinílica".
O fundo preto sobre o rótulo central foi feito com tinta própria para papel "aquapaper"...
Os desenhos foram estampados com tinta acrílica mix têxtil comum.
Garanto que não desprende, pois não haverá necessidade de lavar as peças né?

Dá pra misturar plastisol com base água???

Existem algumas dúvidas sobre o uso de diferentes tintas na mesma composição, obviamente esteticamente fica show! A mistura de efeitos na mesma peça enriquece a finalização da estampa e mostra que nela foi empenhado tempo e técnica! Toque zero com um detalhe em relevo... Uma imagem estampada com base água com um contorno feito com uma textura em plastisol... Uma estampa fosca onde alguns detalhes se destacam com um brilho de gel... Então a tentativa hoje é analizar se rola de misturar tinta base d'água com plastisois...
Bem, na mesma tela ou no mesmo pote acho que não rola né? Pelo memos ainda não ví ninguém tentar... Apesar de já existir alguns pigmentos que são de uso universal, as tintas ainda não são miscíveis entre sí.
O depoimento que segue é baseado em experiências próprias de aplicações diversas, isso sem aval de nenhum fabricante, estes recomendam unaminemente que a aplicação mista não deve ser sobreposta jamais...

Um encima do outro:
Eu tô falando da tinta véi! Da sobreposição dos referidos materiais de diferentes propriedades...
Sempre que formos aplicar misturas de efeitos onde as tintas usadas são de diferentes conposições é interessante que a imagem não coincida, ou seja, que as tintas não se sobreponham e desta maneira possam vir à prejudicar a fixação de uma ou outra na peça... Porém, isso não é regra e de diversas maneiras podemos abusar e aplicar, tomando os cuidados devidos para que a ancoragem seja eficiente e não solte... Lembre-se! Um teste prévio estampado e curado pode ser submetido à ficção/ lavagem/manipulação para ser aprovado em qualidade...
Temos também que tomar cuidado com uma eventual  migração do corante da tinta base água ou do próprio tecido para o plastisol, com a cura em alta temperatura exigida, este inconveniente pode ocorrer e danificar o acabamento da peça.

Conhecendo um pouco as tintas:
Os tipos principais de plastisol podem ser brilhante, fosco, gel, relevo, relevo base... Craquelê, rachado, estonado, etc. são efeitos especiais de textura utilizados em menor escala (fora tintas especificas como plastisol para aplicação em clichê e plastisol para termo transferência)... Cada um tem sua propriedade e singularidade, isso dá diferença não apenas estética, mas também nos resultados da aplicação, e sobre o principal assunto que aqui estamos tratando, a fixação desta tinta.
As tintas base água tem poucas diferenças entre sí, basicamente são separadas por destinadas à tecidos 100% algodão ou para tecidos sintéticos... Mix (opaca, para fundos escuros) ou clear (translúcida, para fundos claros)... Podem também diferenciar-se pelo acabamento... Toque zero, puff, metalizada...
 
Exemplos já antigos... que deram ou não certo: (links + infos)
  icon wink Emoções em seu teclado e em seu corpo! "Sanduiche de cromia"
Neste teste usei sobre o tecido um relevo base branco de plastisol, seguido de uma cromia base água por cima, pra não correr o risco do desenho desbotar umas demãos de plastisol silicone gel transparente por cima formaram o sanduiche artificial, o resultado foi altura com muito brilho e durabilidade, neste caso pode acreditar que acaba o tecido mas a estampa fica intacta...

Plastisol relevo fosco sobre fundo branco base água. (outro exemplo)
O plastisol relevo não tem devida aderência sobre tinta base água...
Neste caso a tinta supercobertura que ficou por baixo não ancorou suficientemente o plastisol relevo, este após umas lavagens iniciou o desprendimento da peça onde as tintas coinciciram.

icon sad Emoções em seu teclado e em seu corpo! Plastisol relevo base com cobertura de tinta base agua encima...
Precisava de um relevo colorido, de uma tinta com cor específica, estampei o relevo base branco plastisol e a cor base água por cima, sem selar com o silicone... Por se tratar de uma base porosa pode aplicar que não vai desbotar, eu agarantio!

 icon wink Emoções em seu teclado e em seu corpo! Silicone sobre Cromia... Neste exemplo clássico utilizamos base branca e cromia com tintas base água, com a mesma tela do fundo aplicamos plastisol gel super cristal sobre a estampa, o resultado é um brilho de gala.

 icon wink Emoções em seu teclado e em seu corpo! Plastisol gel sobre tinta base água (outro exemplo)
O plastisol gel tem uma excelente aderência sobre a superfície já previamente estampada com base àgua... Inclusive fica até bem melhor acabada, pois evita o defeito pilling, que eventualmente ocorre quando estampamos plastigel direto sobre o tecido...
Resumindo... dá pra misturar tinta base água com plastisol em certos casos... principalmente se não coincidem no tecido e portanto não irá interferir na fixação da tinta... Outros casos devem ser feitos testes sempre... Plastisol relevo sobre água diretamente, as vezes solta... gel já não...
Já aconteceu de eu estampar tinta base água sobre plastisol relevo (poroso) e não soltar...
 

Home | About Me | YouTubeChannel-1| YouTubeChannel-2 | EZine-Impregnantes | MySpaceTheCO2 | Twitter | Orkut | Facebook

Yarrru! Silk'n'roll © Design by Yarru | Publisher : Me