About

El Vertedero!

Desenho criado para fazer as camisetas do grupo Vertedero, de Campo Largo/PR... Un tributo a los Eskorbuto!


Desenhado no bom e velho lápis e preenchido com hidrocolor...

Meia Boca!

Em busca de melhor resolução na serigrafia vamos diminuindo a distância entre os pontos das retículas... Tentando superar à si próprio na qualidade da estampa... Certo?
Errado! Hehe... Pensando em fazer justamente o contrário resolvi realçar o pouco valorizado charme da "retícula totalmente evidente"...
Imprimi os fotolitos com 25 LPI, e arrependo-me de não ter imprimido com menos ainda, pra estampar essas verdadeiras "bolotas" que formaram a horrorosa boca babada, que notoriamente não primou pela prevenção e escovação diária recomendada...
Ortodontologicamente observando-a... Resolví acrescentar um aparelho dentário em alto relevo... Decorado com Foil prata.


Ao som de Gewalt (BRD Schlachtrufe) - "Das Deutschland"

Na prática:
-Duas mãos de branco
-Duas mãos de amarelo
-Duas mãos de cyan
-Duas mãos de magenta
-Duas mãos de black (todas acima base água)
-Várias de base relevo plastisol (será que descola???)
-Três de silicone
-E uma prensadinha improvisada de foil com o ferro de passar roupa da mamãe.

No tapete!



Pra acalmar esse stress diário só mesmo uma boa sessão de Yoga... Ou curtir "Vida de Operário - Patifband"

-A tinta é para polietileno.. Adere bem, dá brilho e causa um bom efeito de relevo...
-Se exagerar no soprador escurece a tonalidade da área atingida pelo ca
lor.
-Não deixem as crianças tentarem essas posições de Yoga em casa... Hehe!


Once Colores!

Um desenho com muitas cores "chapadas" nem sempre ficam boas separando-as em uma cromia... Tem que se confiar muito nos pontos da retícula pra poder deixar bem definido o desenho... Uma forçada maior na pressão do rodo já equivoca o resultado, que as vezes não fica como o desejado...
Portanto as vezes temos que estampar com muitas cores...
No exemplo abaixo, apesar das onze tonalidades utilizadas, não precisei gravar onze telas, a disposição das cores que compoem o desenho permitiu-me com apenas quatro telas (devidamente isoladas) estampar todos os detalhes sem muito stress...


Ao impregnante e enjoativo som de "Escorbuto cronico - Tieso ta"

-Pra limpar o andrajoso berço só há um segredo... Querosene.
-A cola adere melhor se aplicada sobre o berço térmico quando o mesmo estiver frio.

Cromia de chapado!

Nesta policromia tive de reproduzir cores sólidas, resultado que apesar de satisfatório, confesso não apreciar muito... Como toda cromia, olhando de longe fica perfeito, porém à curta distância se notam evidentes os pontos das retículas.
Cara! Esqueça a cromia! Olhando daqui dá pra notar que essa p*r$@ desse berço está precisando de uma boa limpeza!


Ao som das virtuosíssimas senhoras caducas "Mercenárias - A polícia vai..."

Download do vetor do Governo Federal com fundo e cruzeta CYMK, pronto para redimencionar e utilizar... Formato Corel 11.

Prensando unzinho!

Vi no Site da Genesis um passo à passo de como fazer a transferência da impressão de uma folha de jornal para uma estampa de plastisol...
Como não tinha nada pra fazer resolví fazer um teste, pro azar de vocês inventei de cinegrafar...
Porém não vou lhe alertar que assistir o vídeo é uma total perda de tempo... Pois a skazera na trilha sonora vale a pena...


Al sonido de los panameños "Los Rabanes" - "Señorita A Mi Me Gusta Su Style"


Esperiência: Uma prensada de jornal colorido no relevo plastisol.
Conclusões do teste: Dá pra improvisar... Poderia ter ficado melhor...

Criatividade em primeiro lugar!

Para se criar uma camiseta diferente e exclusiva não é preciso muitos recursos avançados e conhecimento técnico aprofundado... Só precisamos de alguma "ideia base" e uma coisa que qualquer artista/serígrafo tem que exercitar diariamente... A criatividade.
A Baby Look feminina/infantil abaixo foi produzida de maneira 100% artesanal.
-Os detalhes brancos foram aplicados com tinta mix em uma tela sem emulsão, onde os espaços foram cobertos e definidos com fita adesiva.
-O glitter preto é um termo transfer emborrachado, recortado com estilete e fixado com ferro de passar roupa. (imagino que ficaria aqui também bem interessante uma boa flocagem preta, porém não tenho equipos para tal feito).
-O "lacinho" enfeitando a cauda do bichano foi costurado à mão.
-E o "pulo do Gato"! Huahua! Foram os olhos feitos com transfer refletivo... Possibilitando no escuro imitarmos a natureza... Refletindo a luz nos olhos do "furico"... Que foi como eu apelidei o desavergonhado felino de rabo em pé...

Serigrafando o sete das sete às sete!

Estampar camisetas é muito gostoso... Até umas cem unidades... Passou disso já começa a dar calos nas mãos... Doer as pernas... E quando você com o lombo doido, após alguns dias estampando, está quase chegando na milésima... Já não suporta nem mais olhar pro tão silkado desenho... Agora é tarde, seus movimentos já são feitos por puro impulso... Mecanicamente determinados... Respire fundo meu chapa... E continue produzindo...


Ao som do SkaBrazooka / O Guarani

Trabalho=Tripalium=Tortura dignificando até ficar tonto!

Espatulando!

Como fundo à reprodução modificada deste desenho do singular e extremamente insano artista Eric Pigors, utilizei o processo espatulado.
Com esta simples técnica livre podemos decorar de maneira diferente uma obra.
Usei cores contrastantes (amarelo e verde limão) e vizinhas (segunda tonalidade de verde)... Seguido de um contorno forte de traço bem evidente.


Espatulando a cara do "Frankeinstein Alado" ao som do Psycho junk'a'billy BatMobile - Transsylvanian Express

Vectors!

Esta é a postagem nº 101 no já quase conceituado Blog Yarru.rg3.net
Pra comemorar vamos dispor aqui uma coletânea com mais de 101 Vetores em 6 temas:

Arabesque
Fashion
DeeJay Elements
Graffiti
Architectural Elements
Ornate

Vale à pena ter um arquivo destes no PC pra dar um upgrade nas composições que temos que criar diariamente.

Formato .cdr - Versão 9 - Tamanho 2mb

Não é criação minha... Modifiquei, simplifiquei e mudei o formato... Mas mantive os créditos.

Vectors link atualizado

Dia Mundial da Fotografia!


Hoje é o Dia Mundial da Fotografia!
180 anos de queimação de filme!

No dia 19 de Agosto de 1839 foi mostrado na França, o daguerreótipo, instrumento precursor que evoluiu até a câmera fotográfica atual. Era aquela famosa caixinha escura que conseguia captar a Foto(luz) Grafia (escrita). Foi inventada por Louis Jacques Daguerre...

Silkulinária ItaloTabajariense: Prato do dia... Polenta com chicletes!

Estampando em tecido com tinta base d'água se nota que conforme vamos trabalhando, no decorrer do dia... A tinta vai perdendo a sua fluidez... Isso principalmente em berço térmico. O resultado não é "nada boneca", como diria um veterano amigo meu... A possibilidade de entupimento da matriz aumenta e essa tinta já meio secando, não infiltra devidamente no tecido. Isso compromete o resultado do trabalho diretamente.
Em dias calorentos do auge do verão ou com baixa humidade relativa do ar, já vi casos onde a tinta, coincidentemente amarela, assimilando o calor do berço térmico com o repetido movimento de "vai e vem" mexendo com a colher de pau... Que dizer, como o rodo, ir endurecendo até chegar ao ponto absurdo de parecer com uma "polenta*" cozinhando na opulenta panela... Quer dizer... tela... HuaHua!
Como vivo em uma cidade de clima ameno, raramente sofro com isso... Porém, em dias quentes temos que saber driblar essa perda de humidade...
Como??? Simples! Repondo a água da tinta.

-Quando fecha-se a sequência de uma cor, dá-se umas três borrifadas (com esses borrifadores comuns) sobre a tinta que cobre o desenho na tela. Imediatamente dê uma "passadinha" de leve com o rodo sobre essa tinta molhada pra que ela misture um pouco. Caso contrário quando retornar com essa tela, existe o risco desta água escorrer e borrar com a segunda peça estampada.

-Em casos extremos podemos colocar a matriz descansando sobre outra com um pano húmido dentro... Isso ajuda muito mesmo, principalmente quando estampamos com muitas cores e há intervalos grandes até voltarmos aquela cor... Ou com tintas super cobertura que gostam de entupir com uma tela.

-Ocasionalmente devemos retirar a tinta da tela quando observamos que ela já está pouco fluída... Colocamos-la no seu pote, diluímos com água (ou solvente específico) e recolocamos ela na matriz para prosseguir com a estampagem...


Com certeza existem uma série de outros macetes para resolver essas intempéries, esses são os que conheço e tem dado certo...


*Além da "polenta" outro tropeço culinário no silk são os "chicletes"... huahua! Que é como chamamos por aqui aqueles pedacinhos de tinta meio seca que ficam passeando pela tela... Provocando falhas na impressão... Quando a tinta está saturada destes chicletes, de nada adianta ir correndo com eles consertar o "furo do pneu do fuque do padre"... Pra os eliminarmos, passamos essa tinta de um pote à outro coando-a com um nylon destes que usamos pra esticar tela... Não pode ter dó de sujar a mão na hora de espremer... As cascas, "chicletes" e impurezas ficam todas presas no nylon que é lavável... E a tinta fica usável... Abraço!

Silk+arte= Fuque



Estive semana passada no Atellier "Negro e colorido" de tattoo do grande artista e amigo Girino. Surpreendi-me quando vi pendurado na parede um quadro que eu fiz pra ele já fazem muitos anos... Uma monocromia simples, porém bem estilosa de um Old beetle!
O desafio foi estampar no "eucatex®" já emoldurado... Para isso uma ótima opção foi um nylon 120 fios multifilamento... Bem elástico.
Como uma única estampa não era uma tiragem que necessitava comprar um pote de tinta específica ao substrato, estampamos na cara dura com tinta acrílica mesmo. A fixação foi garantida com uma camada de spray de verniz incolor.
Como o desenho não saiu até hoje podemos garantir que funcionou.


Detalhe da silk/gravura do Volkswagem Sedam... Paixão mundial Pop and Cult!
Clique para ampliar.

Tom Sobre Tom!

Eu acredito que exista nas artes uma junção invisível que tornam todas as manifestações unidas... Há teatro na música... Música na dança... Artes plásticas nas cênicas... Etc.. etc...
Tudo se forma limitado infinitamente pela imaginação no que sabemos ser Cultura.

Nas artes de uma maneira geral se ouve falar as vezes em Tom Sobre Tom, que seria nada mais que uma combinação de tonalidades em uma mesma cor, formando um aspecto mais discreto e sutil à peça discretamente decorada. Um exemplo seria a utilização da mesma cor em suas várias nuances, como azul e azul claro... Marrom e beje...

Assim com num quadro de um pintor famoso ou anônimo, numa música, na sua sala de estar, na calçada e na paisagem urbana, ou até mesmo na sua pintura capilar... Na serigrafia também podemos dispor amplamente desta idéia de Tom sobre Tom para decorar algum detalhe que com plena certeza dão valorização ao conjunto todo da obra.

O contrário do "Tom sobre Tom" seria o esquema com contraste, onde utilizamos cores totalmente alheias, criando efeito dinâmico e vibrante, entre as cores quentes e frias. Porém, deve ser bem dosado para não causar efeito desagradável. São exemplos o azul e o laranja, o vermelho e o verde, o amarelo e o lilás, o preto e o branco...

O círculo cromátivo é estudado por quem cria moda. Combinações de tons e semitons, o uso de cores puras opostas... Isso aparece em forma de novas estampas e tendências...

Sombra improvisada!

Pra fazer uma sombra improvisada é muito fácil, não precisa de outra tela não... Na verdade não precisa nem lavar/secar a tela... Basta trocar de tinta e mexer na "parafuseta da rebimboca"!
É óbvio que não é um serviço profissional, basta ter mero bom senso pra notar que se trata de algo puramente artesanal...
No final do vídeo numa monocromia acrescida de um tom de magenta simulamos bem um tom de Sépia.



No áudio as insanas do L7 cantam Shove... Que fez parte da trilha do "cult" Tank Girl, Que tentou sem muito sucesso ter o mesmo prestígio "underground" do quadrinho inglês dos singulares artistas Jamie Hewlett e Alan Martin.
Mesmo com uma trilha sonora minuciosamente selecionada e com feras no elenco como Malcolm Macdonald e Iggy Pop a película não agradou muito além do que alguns fãs mais xiitas...

Serigrafia+Arte=Pop Art!

Reproduzi aqui em algumas camisetas um ícone da Pop art, a lata de sopa Campbell. Eternizada pelo principal Artista desta manifestação contra a indústria cultural... Andy Warhol, entre outros Warhol mostrava o quanto personalidades públicas são figuras impessoais e vazias; mostrava isso associando a técnica com que reproduzia estes retratos, numa produção mecânica ao invés do trabalho manual. Da mesma forma, utilizou a técnica da serigrafia para representar a impessoalidade do objeto produzido em massa para o consumo...



Alala - De CSS (Cansei de Ser Sexy)

Na prática:
-Tela de fundo feita artesanalmente com fita adesiva e estilete... 77 Fios, dois repiques.
-Dois repiques em cada cor na sequência CYMK e mais um último de magenta, pois preferi contrastar bastante o desenho... Nylon 90 fios/arte final com 60 LPI.
-Cura intermediaria e final com secador de cabelo.

Dei os repiques na cromia como faço habitualmente quando utilizo fundo, mas isso só faço por ser nylon 90 fios, mais fino que o 77, ele permite revelar uma retícula mais fechada... Porém deposita menor camada de tinta... Fato que não ocorre quando uso 77 fios e retícula de 45 LPI, neste último caso um repique ocasionaria excesso de tinta que comprometeria totalmente a estampa...

Dicas importantes que talvés sejam úteis para quem queira iniciar na serigrafia de policromia:
Para esses repiques temos que confiar no registro da mesa, assim como nos parafusos e morcetes bem firmes.
Nylon 77 fios com 45 lpi já é suficiente o pode dar um ótimo resultado.
A tensão das matrizes tem que ser igual em todas as telas...
O trio "pressão/velocidade/inclinação" do rodo assim como a sua afiação e qualidade tem ligação direta com o resultado da obra.
Normalmente só de se trocar o serígrafo... Já mudou o tom do desenho, pois uma passada de rodo mais suave já muda o tom da cromia...
 

Home | About Me | YouTubeChannel-1| YouTubeChannel-2 | EZine-Impregnantes | MySpaceTheCO2 | Twitter | Orkut | Facebook

Yarrru! Silk'n'roll © Design by Yarru | Publisher : Me