About

Tempo de Exposição!

Uma maneira simples de descobrir o tempo de sua gravadora.

A mesa de revelação não é nada mais do que um caixote com uma luz em baixo e um vidro encima... Desmistificando muitos palpites que ouvimos diariamente sobre como ela deve ser cito o seguinte:

O que não devemos levar muito em conta:
1-Tanto faz se ela é aberta nas laterais ou fechada, a luz não vai fugir correndo pelos lados...
2-Se acaso for fechada, a cor que deve ser pintada o interior também não interfere no brilho da luz, pinte da cor que combine com seu atelier...
3-Revestir com papel alumínio só se for uma boa de uma tainha recheada, esse procedimento não vai dobrar a potência da lâmpada...
4-O vidro tem que ser apenas duro o suficiente para resistir a pressão da tela sobre ele, seu diâmetro depende da largura da mesa, mas posso afirmar que vidros comuns de 6 ou 8 milímetros são perfeitos. O vidro deve ser incolor e não há necessidade de ser temperado.
5-O calor gerado pela lâmpada não vai jamais "estourar" com o vidro da mesa, primeiro estouraria o vidro protetor do holofote; ou a própria lâmpada, que é uma cápsula de vidro não temperado... O que faria um vidro rachar é um choque térmico, que dilata um lado do vidro mais rapidamente que o outro... Tipo quando você enche um copo frio com café quente...
6-O sol é realmente o maior holofote que dispomos, porém como ele não tem interruptor de liga/desliga e nem trabalha em dias de chuva ou de noite... Evite usá-lo. Hehê!

O que podemos levar em conta:
1-O tipo da lâmpada que será usada... Quanto mais rica em radiação ultravioleta melhor, uma lâmpada de qualidade é realmente cara, pode custar 5, 50 ou até 500 reais... mas acredite que faz uma gritante diferença...
2-Capriche na rigidez da mesa, para que não balance e comprometa com a revelação por conta de um parafuso frouxo...
3-A recomendação lógica da distância da luz em relação ao vidro é que deve ser proporcional ao diâmetro da tela... Ex: uma mesa pra revelar tela de 40/50 cm deve ter uma distância de cerca de 50 cm entre a arte e a lâmpada... Cuidado com vários pontos de luz...
 4-Uma boa fixação da arte entre o vidro e a matriz fará com que a revelação saia sem falhas, se a reveladora não for uma prensa à vácuo, o melhor então é utilizar uma espuma opaca que encaixe certinho no interior da matriz, pressionada por algo plano e rígido, seja uma tampa fixa ou um peso móvel...
5-Opacidade da área preta da arte e transparência do filme quanto maior melhor...
6-Emulsão e sensibilizante apropriados. Seja diazo, bicromato, fotopolímero...

Na prática vamos então descobrir o tempo de exposição ideal...

A emulsão devidamente sensibilizada deve ser aplicada uniformemente na matriz, bem seca na posição horizontal em local escuro, com fonte de calor que não ultrapasse 50ºc, para que não ocorra o endurecimento térmico da emulsão...
Colocando bem firme a matriz na mesa ligue-a e deixe por exemplo 7 minutos....
Revele a tela molhando-a dos dois lados durante um tempo para amolecer a área que não foi exposta à luz, e depois com um jato suave até abrir todo o desenho...
Se abrir fácil demais, e a emulsão soltar em um ou vários pontos, é porque tem que aumentar o tempo... Isso é chamado sub-exposição, ela ocasionará uma emulsão fraca que vai durar pouco; e provavelmente ocorrerá a formação do que chamamos de "véu", que é uma fina camada de emulsão que escorreu e secou na área da matriz que deveria ficar aberta.
Se demorar abrir, ou mesmo não abrir... Isso chamamos de super-exposição... A matriz não revelará traços finos... Temos então que diminuir o tempo...
Vamos fazendo isso até descobrir o tempo que revela perfeito... Este será o tempo usado para revelar suas telas...
Mudou a emulsão ou sensibilizante... Muda o tempo.. Camadas mais espessas de emulsão requerem um pouco mais de tempo na mesa... Nylon amarelo ou âmbar tem que ficar exposto cerca de 30% mais de tempo que o branco... Portanto quando encontrar o tempo ideal para "X e Y" anote em uma lista para que não esqueça...




Para não perder suas telas preste bastante atenção em todas as etapas da confecção da matriz... Da mistura dos químicos até a preparação da arte final... Se um detalhe for ignorado pode ser que tudo de errado...
Boa sorte! E qualquer dúvida comente aí no post!









Curta a FanPage Yarrru! no Facebook

Serigrafando com o pé esquerdo!

Muitas vezes o serígrafo não obtém resultados satisfatórios em seus impressos por não dar atenção especial a todas as etapas do complexo processo serigráfico. Deixando de fazer corretamente algumas ou até mesmo todas as partes deste processo somamos deficiências que no final resultam num total material de segunda linha; e inocentemente acabamos desvalorizando e auto menosprezando com toda a profissão. Na satírica crônica a seguir tento com um pouco de um descontraído humor narrar a trajetória de um "serigrafeuta" que apesar de trabalhar a mais de uma década na área ainda não aprendeu quase nada sobre o ofício. E se por acaso você identificou-se com o nosso amigo em mais de 3 ou 4 trechos, disfarçadamente assobie e mude de assunto, afinal de contas quem nunca pecou que atire a primeira lata de tinta...

No "birô": 
Começamos pelo projeto do que será estampado... Colocamos pra desenvolver o desenho uma pessoa com pouco conhecimento mesmo sobre design... Que arduamente caiu de paraquedas na profissão, aprendeu a fuçar no Corel e tem um mal gosto invejável.
É selecionada uma imagem da net com baixa resolução, 72 dpi, não é necessário reamostrar, retocar, melhorar nem equalizar a imagem... O pixelado serrilhado é ignorado...
Colocamos um título com uma fonte bem bonita e enfeitada ou então misturamos várias fontes diferentes, uma pra cada linha das frases, isso valoriza o layout... Podemos também posicionar o texto de modo que cubra alguma imperfeição do desenho que ficamos com preguiça de arrumar. As cores escolhidas não precisam de harmonia não, é só não usar rosa pra homem nem azul pra mulher... Pra facilitar vamos usar o preto básico que combina com tudo.
Xí! Esquecemos de salvar o documento e o PC travou, reiniciamos a máquina e começamos tudo de novo com um pouco mais de pressa e menos de calma...

Depois que o documento está com o corpo fechado:
Finalizado o moderno e popular desenvolvimento digital é a hora da impressão... Fotolito? Estabilidade do filme? Positivo? Que nada véi! Isso é só nome bonito que a gente fala pra iludir o cliente e justificar o valor cobrado... A impressora jato de tinta dá conta do recado.. O trabalho é pouco detalhado mesmo, por mais que as retas fiquem um pouco tortas não dá pra perceber de longe depois de pronto... Também podemos tirar um xerocão pra ampliar o bagulho, passamos um óleo de soja ou uma margarina no sulfite e pronto... Pouco opaca, porém está pronta a enf 'arte final.

No laboratório do doutor Frankeinstein:
O quadro já está previamente preparado e é formado por quatro ripas de pinus bem pregadas, com "voal" esticado à unha, um pouco frouxo confesso, mas bem grampeado... Dá pra usar tachinhas também...
Emulsão na verdade é uma tolice que apenas enriqueçe os mercenários fabricantes exploradores, cola de papel pigmentada... Bicromatão e está bem resumido aí o segredo industrial... Aí é só passar no "nylon" com uma boa régua, que por sinal está serrilhada e com a ponta quebrada. O excesso a gente tira com o dedão e o limpa na borda do becker que na verdade é uma garrafa pet cortada.
Deixamos secando no banheiro/estufa... Na janelinha o papelão colado pra escurecer o local tem a dupla finalidade de também poder segurar no recinto um desagradável aroma que vinha do trono de cerâmica sem tampa.
Depois de seca a "matriz" (já ousamos chamar isso por esse belo título), Colocamos na mesa de revelação com uma pilha modesta de revistas Playboy usadas por cima... Entre o vidro e a tela está a gordurosa arte final... Com todos os seus lipidios, glicidios, protidios, cálcio, ferro, fósforo e vitamina A...
O tempo de exposição "vareia"... Antes tinhamos sob a improvisada mesa 5 lâmpadas de 150 watts, mas umas queimaram e trocamos, colocamos uma de 60 watts e outra de 100 watts, só que de 220 volts!!! Entendeu? Nem eu! A precisão bem certinha do tempo é estipulada da seguinte maneira! Ligo a bagaça e vou fumar um cigarro! Chegou na bituca, pode retirar da mesa que é batata! É só colocar a tela em baixo da blusa e correr pro tanque na sala dos fundos... Passa pelo impressor, tira um sarro do seu "cofrinho" que está aparecendo, tropeça num pote de tinta que o "auxiliar de ajudante" esqueceu devidamente posicionado no meio do caminho; e chegamos no setor avançado onde revelamos o desenho finalmente, a torneira da água que vem direto da rua...
A parte onde a "emulsão" desmanchou retocamos depois com um pincelzinho e a parte que não abriu furamos com uma agulhazinha, véu sai esfregando com cuspe... Depois de no sol exposta seca está a tela, pra catalizar a Cascola© (merchandising free) fluída sobre o voal, banhamos tudo numa solução de bicromato, água e vinagre... Ufa! Esta pronta nossa tela!

O momento mágico da estampagem:
No berço "escorrido" fazemos o registro com dois preguinhos na beirada do quadro, só temos que tomar cuidado pra não encostar o preguinho nas camisetas que vamos estampar pra não sujá-las de ferrugem...
Preparamos a tinta preta misturando um azul marinho antigo que jazia no fundo da prateleira com o bordô que sobrou do serviço anterior, pra acertar a tonalidade um vidrinho de pigmento preto para tinta latex de parede... E pensar que colorista estuda um monte e não conhece esses segredos que só se aprende na faculdade da vida! Muita água pra aumentar o rendimento, amaciante de roupas se quiser diminuir o take ou se ocasionalmente a tinta estiver muito fedida...
O rodo que usaremos preferencialmente tem que estar meio afiado... Para isso raspamos ele em uma parede  ou em uma calçada de cimento bruto.
Agora é só por a tinta na tela, aumentar o som e mandar ver!

Embalando e entregando o produto:
Selecionamos as camisetas melhor estampadas e colocamos por cima do monte, as piores (borradas, falhadas...) colocamos por baixo dobradas de modo que não apareça a estampa, no meio colocamos as que sairam tortas ou foram retocadas no pincel. Se alguma infelizmente ficou tão feia que que não dá pra salvar, damos um fim nela desovando-a no terreno baldio atrás da firma, se acaso o cliente quiser conferir o número de peças teimamos que ele contou errado. Se não der pra ganhar no blefe ou no grito propomos um desconto viável para as duas partes no valor final do serviço... Se ele não voltar ou ligar reclamando em uns dois dias podemos ficar finalmente tranquilos...



 Só para ilustrar o postagem...

Tomando uma Posição!

Existe um padrão para se colocar as estampas nas camisetas? Pior que não! Se o cliente desejar que o serígrafo estampe encima, ele estampa! Em baixo? Vai também! Torta, de lado...  Vale tudo! Porém podemos seguir uma orientação comum para que a estampa fique com um aspecto agradável, em uma posição que eu poderia arriscar afirmando ser a mais adequada para a sua visualização.

Unidade de medida:
De uma maneira quase unânime utilizamos aqui no Brasil em nossas medidas os valores em metro e seus divisíveis centímetro e milímetro. Todo cidadão, alfabetizado ou não, se orienta sem dificuldade com: m², cm³, km/h... Mesmo assim temos como padrão e hábito que alguns produtos sejam comercializados baseados na medida padrão norte americana e inglesa... A polegada... Você pede um parafuso de 1/4 polegadas (=6,35 mm), um televisor de 42"...
Profissionais de artes gráficas também se acostumaram a usar as medidas em polegadas... PPI, LPI, DPI... Cujas definições são pixel, lines e dots per inch, consecutivamente... Inch é polegada...


Agora, mesmo tendo uma régua na ponta do nariz, a absoluta maioria dos serígrafos que presenciei medindo a famosa distância entre a estampa e a ribana utilizam quatro dedos da mão... Indicador, médio, anular e mínimo... Mas nunca o positivo polegar opositor...
Obviamente é uma referência que está "sempre à mão", mas levando em conta que os dedos de uns são P e de outros GG, deixemos esses detalhes anatômicos de lado e usemos no nosso guia o sempre amigo centímetro...


A estampa:
Ela na camiseta tradicionalmente tem a função de passar um mensagem, seja ela um desenho, um texto, um logotipo de uma empresa, uma identificação, um ornamento... Para que essa informação seja bem visível é padrão que esteja localizada na altura do peito, centralizada e reta... Se estiver inclinada ou levemente de lado é porque a pessoa que a vestiu no berço antes do processo de impressão não a alinhou corretamente, ou o cidadão que a veste no corpo tem uma ombreira faltando...


Nas camisetas mais comuns. Manga curta, longa ou regata... Gola comum, raglan ou careca... utilizando desenhos simétricos, sejam redondos, elípticos ou quadrados... É ideal que a estampa fique entre no mínimo 8 e no máximo 12 centimetros abaixo da parte inferior da gola. Uma medida inferior faz com que a estampa se posicione muito no pescoço e maior muito na barriga... Porém, se a composição serigrafada for de maior proporção, ou de formato triangular (fino encima e largo em baixo) pode-se subir um pouco a estampa (6cm). E se for um desenho menor, ou largo horizontalmente e estreito verticalmente... Pode-se aplicá-lo cerca de 14 cm da gola sem receio...

Na camiseta estilo gola V, a modelagem faz com que a ribana avance pra baixo em relação à gola redonda cerca de 3 centímetros, portanto podemos posicionar o desenho um pouco acima comparado à gola comum, sempre tendo como referência a extremidade inferior da ribana.

Nas costas coerentemente baseamonos na mesma lógica, entre 8 e 12 cm. E como na parte traseira a gola fica numa posição mais acima, a estampa consequentemente também ficará.



No peito sempre gera uma certa dificuldade... 
É comum camisetas de empresas acomodarem o logotipo pequeno no peito e grande atrás.... Normalmente a estampa fica no peito esquerdo, o lado do coração... Imagino que isto vem da padronização dos bolsos que sempre estão também no lado esquerdo... Como a população é quase todo composta por destros, o mundo é projetado segregando os "canhotos"... Violão é facilitado pra destro, a alavanca do câmbio do carro, o lado do ziper na calça, o botão pra dar corda no relógio no pulso esquerdo... E o bolso do lado esquerdo onde eu coloco e tiro a caneta com a mão direita...
Na prática não podemos deixar a estampa próxima demais do centro do tórax nem da axila.
Dividimos visualmente a frente da camisa no meio e esta metade em outras 4 partes, o desenho pode ficar centralizado a partir da segunda parte, seja ele pequeno ou grande, com o centro do desenho entre também  8 e 12 cm abaixo da parte inferior da ribana. Nas raras estampas do lado direito espelhamos a lógica.


Para estampa no bolso devemos levar em conta que ele sempre tem uma dobra e uma costura, com cerca de  2 cm. A estampa pode ficar bem disposta igualmente cerca de 2 cm abaixo da costura, ou seja 4 cm da borda... lembrando que como o bolso é quase sempre estampado desmontado, incluímos então na distância o valor da dobra de mais 2 cm...


Nas estampas incluídas nas mangas da camiseta pode-se seguir a lógica usada no bolso, só que ao invés de ser pra baixo o desenho tem que se localizar alinhado acima da costura com uma distância coerente de cerca de 2 cm.


Estampas aleatórias:
Obviamente quem define onde ficará a estampa da camiseta é o designer do produto, ou o cliente... 
A estampa pode ficar muito bem ao lado da costura lateral, na barra traseira, no ombro... Inclinada... pode começar na frente e terminar nas costas passando pela fronteira imposta pela costura... Mas uma coisa afirmo, se o cliente simplesmente pede para que se estampe um desenho na frente e outro nas costas da camiseta, o técnico serigrafo obrigatoriamente tem que saber a referência padrão pra que não acabe literalmente numa má posição.







Curta a FanPage Yarrru! no Facebook


Pegue um atalho!

 Alguns atalhos úteis do Corel Draw...
 Abrir - Ctrl+O
Converter contorno em objeto - Ctrl+Deslocamento+Q
Elipse - F7
Envelope - Ctrl+F7
Formatar texto - Ctrl+T
Girar - Alt+F8
Imprimir - Ctrl+P
Lentes - Alt+F3
Mão livre - F5
Novo - Ctrl+N
Opções - Ctrl+J
Posição - Alt+F7
Retângulo - F6
Revisor Ortográfico - Ctrl+F12
Sair - Alt+F4
Texto - F8
Visualização de tela cheia - F9
Agrupar - Ctrl+G
Alinhar centros na horizontal - E
Alinhar centros na vertical - C
Alinhar pela base - B
Alinhar pelo topo - T
Alinhar à direita - R
Alinhar à esquerda - L
Alternar estado da seleção - Ctrl+Space
Alternar exibição - Deslocamento+F9
Aumentar tamanho da fonte - Ctrl+NUMPAD 8
Avançar um - Ctrl+PgUp
Avançar tudo Shift+PgUp
Descer um por vez o objeto- Ctrl+PgDown
Descer tudo Shift+PgDown Borracha - X
Caneta - F12
Capitulação - Ctrl+Deslocamento+D
Centralizar - Ctrl+E
Centralizar pela página - P
Colar - Ctrl+V
Colar - Deslocamento+Insert
Contorno - Ctrl+F9
Combinar - Ctrl+L
Converter em curvas - Ctrl+Q
Converter em texto artístico - Ctrl+F8
Copiar - Ctrl+C
Copiar - Ctrl+Insert
Cor - Deslocamento+F12
Cor - Deslocamento+F11
Duplicar - Ctrl+D
Deslocamento para baixo - Seta para baixo
Desagrupar - Ctrl+U
Desfazer Excluir - Ctrl+Z
Desfazer Excluir - Alt+Backspace
Deslocamento para cima - Seta para cima
Deslocamento para a direita - Seta para direita
Deslocamento para a esquerda - Seta para esquerda
Diminuir tamanho da fonte - Ctrl+NUMPAD 2
Diminuir tamanho da fonte - Ctrl+NUMPAD 2
Direita - Ctrl+R
Distribuir centros horizontalmente - Deslocamento+E
Distribuir centros verticalmente - Deslocamento+C
Distribuir espaço horizontalmente - Deslocamento+P
Distribuir espaço verticalmente - Deslocamento+A
Distribuir na base - Deslocamento+B
Distribuir no topo - Deslocamento+T
Distribuir à direita - Deslocamento+R
Distribuir à esquerda - Deslocamento+L
Espiral - A
Excluir - Excluir
Exportar - Ctrl+E
Editar texto - Ctrl+Deslocamento+T
Editor do Visual Basic - Alt+F11
Enquadrar para baixo - Alt+Seta para baixo
Enquadrar para cima - Alt+Seta para cima
Enquadrar à direita - Alt+Seta para direita
Enquadrar à esquerda - Alt+Seta para esquerda
Estilos de gráfico e texto - Ctrl+F5
Esquerda - Ctrl+L
Excluir caractere à direita - Excluir
Excluir palavra à direita - Ctrl+Excluir
Exibir Barra de propriedades - Ctrl+Enter
Forma - F10
Forçar total - Ctrl+H
Gerenciador de exibição - Ctrl+F2
Gradiente - F11
Importar - Ctrl+I
Itálico - Ctrl+I
Linear - Alt+F2
Lista de estilos - Ctrl+Deslocamento+S
Lista de fontes - Ctrl+Deslocamento+F
Lista de formatos de fonte - Ctrl+Deslocamento+W
Lista de tamanhos de fonte - Ctrl+Deslocamento+P
Lista de tamanhos de fontes HTML - Ctrl+Deslocamento+H
Marcador - Ctrl+M
Menos zoom - F3
Microdeslocamento para baixo - Ctrl+Seta para baixo
Microdeslocamento para cima - Ctrl+Seta para cima
Microdeslocamento à direita - Ctrl+Seta para direita
Microdeslocamento à esquerda - Ctrl+Seta para esquerda
Mover 1 caractere para a direita - Seta para direita
Mover 1 caractere para a esquerda - Seta para esquerda
Mover 1 linha para baixo - Seta para baixo
Mover 1 linha para cima - Seta para cima
Mover 1 moldura para baixo - PgDn
Mover 1 moldura para cima - PgUp
Mover 1 palavra para a direita - Ctrl+Seta para direita
Mover 1 palavra para a esquerda - Ctrl+Seta para esquerda
Mover 1 parágrafo para baixo - Ctrl+Seta para baixo
Mover 1 parágrafo para cima - Ctrl+Seta para cima
Mover para o fim da linha - Fim
Mover para o fim da moldura - Ctrl+Fim
Mover para o fim do texto - Ctrl+PgDn
Mover para o início da linha - Página inicial
Mover para o início da moldura - Ctrl+Página inicial
Mover para o início do texto - Ctrl+PgUp
Mudar maiúsculas/minúsculas - Deslocamento+F3
Mão - H
Mídia artística - I
Navegador - N
Negrito - Ctrl+B
Nenhum - Ctrl+N
Papel gráfico - D
Para frente - Deslocamento+PgUp
Para trás - Deslocamento+PgDn
Preenchimento - G
Preenchimento de malha - M
Propriedades - Alt+Enter
Próxima página - PgDn
Página anterior - PgUp
Refazer Esticar - Ctrl+Deslocamento+Z
Recortar - Ctrl+X
Recortar - Deslocamento+Excluir
Recuar um - Ctrl+PgDn
Repetir Preenchimento Repetir Excluir - Ctrl+R
Salvar - Ctrl+S
Separar - Ctrl+K
Selecionar 1 caractere à direita - Deslocamento+Seta para direita
Selecionar 1 caractere à esquerda - Deslocamento+Seta para esquerda
Selecionar 1 linha para baixo - Deslocamento+Seta para baixo
Selecionar 1 linha para cima - Deslocamento+Seta para cima
Selecionar 1 moldura para baixo - Deslocamento+PgDn
Selecionar 1 moldura para cima - Deslocamento+PgUp
Selecionar 1 palavra à direita - Ctrl+Deslocamento+Seta para direita
Selecionar 1 palavra à esquerda - Ctrl+Deslocamento+Seta para esquerda
Selecionar 1 parágrafo para baixo - Ctrl+Deslocamento+Seta para baixo
Selecionar 1 parágrafo para cima - Ctrl+Deslocamento+Seta para cima
Selecionar até o fim da linha - Deslocamento+Fim
Selecionar até o fim da moldura - Ctrl+Deslocamento+Fim
Selecionar até o fim do texto - Ctrl+Deslocamento+PgDn
Selecionar para início do texto - Ctrl+Deslocamento+PgUp
Selecionar para o início da linha - Deslocamento+Página inicial
Selecionar para o início da moldura - Ctrl+Deslocamento+Página inicial
Selecionar todos os objetos - Ctrl+A
Sublinhado - Ctrl+U
Super deslocamento para a direita - Deslocamento+Seta para direita
Superdeslocamento para a esquerda - Deslocamento+Seta para esquerda
Superdeslocamento para baixo - Deslocamento+Seta para baixo
Superdeslocamento para cima - Deslocamento+Seta para cima
Símbolos e caracteres especiais - Ctrl+F11
Tamanho - Alt+F10
Tamanho da fonte do próximo tamanho combinado - Ctrl+NUMPAD 6
Tamanho da fonte do próximo tamanho combinado - Ctrl+NUMPAD 6
Tamanho da fonte do tamanho combinado anterior - Ctrl+NUMPAD 4
Tamanho da fonte do tamanho combinado anterior - Ctrl+NUMPAD 4
Texto - Ctrl+F10
Texto horizontal - Ctrl+,
Texto vertical - Ctrl+.
Total - Ctrl+J
Versalete - Ctrl+Deslocamento+K
Zoom instantâneo - F2
Zoom instantâneo - Z
Zoom para página - Deslocamento+F4
Zoom para ajustar - F4
Zoom para seleção - Deslocamento+F2


Atalhos do Photoshop:

COMANDOS GERAIS - PALETAS
F1 - Abre o Adobe Help Center (Ajuda Online do Photoshop).
F5 - Mostrar ou esconder a paleta de Predefinições de Pincéis (Brushes).
F6 - Mostrar ou esconder a paleta de Cores, Amostras e Estilos.
F7 - Mostrar ou esconder a paleta de Camadas, Canais e Demarcadores (Layers).
F8 - Mostrar ou esconder a paleta do Navegador, Informações e Histograma (Info).
F9 - Mostrar ou esconder a paleta do Histórico e Ações.
Tab - Mostrar ou esconder todos os componentes da tela.
Shift+Tab - Mostrar ou esconder todos os componentes da tela  (com exceção da barra de ferramentas).

ATALHOS PARA BARRA DE FERRAMENTAS
Para alternar entre ferramentas que utilizam a mesma tecla de atalho, utilize Shift. Por ex.: a tecla L seleciona a ferramenta Laço (Lasso), mas se você quiser utilizar a ferramenta Laço Poligonal (Polygonal Lasso), tecle Shift+L.
M - Letreiro Retangular (Rectangular Marquee); Letreiro Elíptico (Elliptical Marquee)
V - Mover (Move)
L - Laço (Lasso); Laço Poligonal (Polygonal Lasso); Laço Magnético (Magnetic Lasso)
W - Varinha Mágica (Magic Wand)
C - Corte Demarcado (Crop)
K - Fatia (Slice); Seleção de Fatia (Slice Select)
J - Pincel Para Recuperação de Manchas (Spot Healing Brush); Pincel de Recuperação (Healing Brush); Correção (Patch); olhos Vermelhos (Red Eye)
B - Pincel (Brush); Lápis (Pencil); Substituição de Cor (Color Replacement)
S - Carimbo (Clone Stamp); Carimbo de Padrão (Pattern Stamp)
Y - Pincel do Histórico (History Brush); História da Arte (Art History Brush)
E - Borracha (Eraser); Borracha de Plano de Fundo (Background Eraser); Borracha Mágica (Magic Eraser)
G - Degradê (Gradient); Lata de Tinta (Paint Bucket)
R - Desfoque (Blur); Nitidez (Sharpen); Borrar (Smudge)
O - Subexposição (Dodge); Superexposição (Burn); Esponja (Sponge)
A - Seleção de Demarcador (Path Selection); Seleção Direta (Direct Selection)
T - Texto Horizontal (Horizontal Type); Texto Vertical (Vertical Type); Máscara de Texto Horizontal (Horizontal Type Mask); Máscara de Texto Vertical (Vertical Type Mask)
P - Opções da Ferramenta Caneta (Pen); Caneta de Forma Livre (Freeform Pen)
U - Retângulo (Rectangle); Retângulo Arredondado (Rounded Rectangle); Elipse (Ellipse); Polígono (Polygon); Linha (Line); Forma Personalizada (Custom Shape)
N - Observações (Notes); Comentário de Áudio (Audio Annotation)
I - Conta-gotas (Eyedropper); Classificador de Cores (Color Sampler); Medir (Measure)
H - Mão (Hand)
Z - Zoom
D - Cores de Primeiro Plano e Plano de Fundo Padrão (Reset Foreground and Background To Black and White)

Para os seguintes atalhos, não é necessário teclar o Shift para alternar entre as funções, basta pressionar a tecla de atalho novamente
X - Alternar Cores de Primeiro Plano e Plano de Fundo (Change Foregroud to Background)
Q - Alternar entre Editar no Modo Padrão (Pattern Mode); Editar no Modo Máscara Rápida (Quickmode)
F - Alternar para o Modo de Tela Padrão (Pattern Screen); Modo de Tela Cheia com Barra de Menus (Fullscreen w/ Menu Bars); Modo de Tela Cheia (Fullscreen)

ARQUIVO (File Menu)
Novo... (New) - Ctrl+N
Abrir... (Open) - Ctrl+O
Procurar... (File Browser) - Ctrl+Alt+O
Abrir Como... (Open As) - Ctrl+Alt+Shift+O
Editar no Image Ready (Jump to Image Ready) - Ctrl+Shift+M
Fechar (Close) - Ctrl+W
Fechar Todas (Close All) - Ctrl+Alt+W
Fechar e Ir para o Bridge... (Close and Jump to Bridge) - Ctrl+Shift+W
Salvar (Save) - Ctrl+S
Salvar Como (Save As) - Ctrl+Shift+S
Salvar para Web (Save to Web) - Ctrl+Alt+Shift+S
Reverter (Revert) - F12
Info Sobre Arquivo (File Info) - Ctrl+Alt+Shift+I
Configurar Página (Page Setup) - Ctrl+Shift+P
Imprimir com Visualização (Preview Print) - Ctrl+Alt+P
Imprimir (Print) - Ctrl+P
Imprimir uma Cópia (Print Copy) - Ctrl+Alt+Shift+P
Sair (Exit) - Ctrl+Q

EDITAR (Edit Menu)
Desfazer (Undo) - Ctrl+Z
Avançar uma Etapa (Step Backward) - Ctrl+Shift+Z
Retroceder uma Etapa (Step Forward) - Ctrl+Alt+Z
Atenuar...(Fade) - Ctrl+Shift+F
Recortar (Cut) - Ctrl+X ou F2
Copiar (Copy) - Ctrl+C ou F3
Copiar Mesclado (Copy Merged) - Ctrl+Shift+C
Colar (Paste) - Ctrl+V ou F4
Colar em (Paste Into) - Ctrl+Shift+V
Transformação Livre (Free Transform) - Ctrl+T
Transformar Novamente (Tranform Again) - Ctrl+Shift+T
Configuração de Cores (Color Settings) - Ctrl+Shift+K
Atalhos de Teclado (Keyboard Shortcuts) - Ctrl+Alt+Shift+K
Mudar Preferências (General Preferences) - Ctrl+K

IMAGEM (Image Menu)
Níveis (Levels) - Ctrl+L
Níveis Automáticos (Auto Levels) - Ctrl+Shift+L
Contraste Automático (Auto Contrast) - Ctrl+Alt+Shift+L
Cor Automática (Auto Color) - Ctrl+Shift+B
Curvas... (Curves) - Ctrl+M
Equilíbrio de Cores... (Color Balance) - Ctrl+B
Matiz/Saturação (Hue/Saturation) - Ctrl+U
Remover Saturação (Desaturation) - Ctrl+Shift+U
Inverter (Invert) - Ctrl+I
Tamanho da Imagem (Image Size) - Ctrl+Alt+Y

CAMADAS (Layers Menu)
Nova Camada (New Layer) - Ctrl+Shift+N
Nova Camada por Cópia (Layer via Copy) - Crtl+J
Nova Camada por Corte (Layer via Cut) - Ctrl+Shift+J
Criar/Soltar Máscara de Corte (Create/Release Clipping Mask) - Ctrl+Alt+G
Agrupar Camadas (Group with Previous) - Ctrl+G
Desagrupar Camadas (Ungroup) - Ctrl+Shift+G
Trazer para o Primeiro Plano (Bring to Front) - Ctrl+Shift+]
Trazer para Frente (Bring Forward) - Ctrl+]
Enviar para Trás (Send Backward) - Ctrl+[
Enviar para o Plano de Fundo (Send to Back) - Ctrl+Shift+[
Mesclar Camadas (Merge Down) - Ctrl+E
Mesclar Camadas Visíveis (Merge Visible) - Ctrl+Shift+E
 
SELECIONAR (Select Menu)
Selecionar Tudo (Select All) - Ctrl+A
Cancelar Seleção (Deselect) - Ctrl+D
Selecionar Novamente (Reselect) - Ctrl+Shift+D
Inverter Seleção (Inverse Selection) - Ctrl+Shift+I ou Shift+F7
Selecionar Todas as Camadas (All Layers) - Ctrl+Alt+A
Difusão... (Feather) - Ctrl+Alt+D ou Shift+F6


Fonte: world wide web
 

Home | About Me | YouTubeChannel-1| YouTubeChannel-2 | EZine-Impregnantes | MySpaceTheCO2 | Twitter | Orkut | Facebook

Yarrru! Silk'n'roll © Design by Yarru | Publisher : Me