About

Montando Um Atelier Serigráfico!

Com esta matéria tentarei orientar como montar basicamente uma oficina serigráfica de pequeno porte, de modo que possa utilizá-la para impressão de substratos vários. Isso para iniciar um hobby, um negócio próprio ou mesmo incluir um setor de serigrafia em uma empresa diretamente relacionada ao uso da impressão serigráfica em seus produtos...

Um hobby não necessita de tudo o que há de mais moderno e prático no mundo do silk; com apenas uma mesa de luz pequena, um berço, umas telas e alguns químicos/tintas; posso na área de serviço de um apartamento estampar umas camisetas exclusivas para dar de presente a alguns amigos, criar uns adesivos pra sair colando por aí, imprimir os cartazes de um show de minha banda ou até mesmo a arte que ornamentará o Cd demo dela... Isso na máxima DIY. É claro que se não ficar mal feito, não sentirei a sensação de que perdi o dinheiro e tempo que dediquei...

Um negócio próprio pode muito bem te dar uma segunda renda pra complementar o salário mensal... Ou mesmo um bom lucro, pois uma oficina serigráfica de pequeno porte é um empreendimento relativamente lucrativo e não exige muito investimento. Para isso então é preciso uma estrutura maior que no primeiro caso, de modo que supra as necessidades de produção que os Clientes Procuram...

Incluir um setor de silk na sua já montada empresa
Dependendo das necessidades e estrutura, não é fácil! Primeiramente afirmo que se você próprio tentar iniciar na serigrafia "do zero" isso irá lhe tomar muito tempo que poderia usar dedicando-se as suas atividades corriqueiras... Sugiro que acaso queira introduzir esse setor, que contrate um serígrafo esforçado com média experiência e incentive ele à aperfeiçoar as técnicas dentro de sua expectativa... Ou terceirize para um profissional de sua confiança...

Falando em valores:
Aqui em Curitiba para se montar uma estrutura pequena, porém equipada para estampar até umas 500 ou 1000 peças diárias (dependendo da composição) se consegue com até uns 8 mil reais.
Não estou afirmando que não se monta com menos ou com mais investimento também, friso que o que define diretamente isso é a estrutura esperada...
Sobre espaço físico necessita de uma boa sala ampla de uns 20 à 30 m2, arejada e bem iluminada... Deve ter um ponto de água com boa vazão e acaso for ter equipamentos de alta tensão, uma instalação elétrica de 220w.

Pra iniciar no Silk é basicamente essencial:
-Computador com editor gráfico, neste caso é elementar que alguém que tenha bom conhecimento em arte final possa manipular o equipamento
-Impressora laser para tirar os fotolitos (arte final).
-Mesa de luz reveladora, para gravar as telas
-Estufa ou local similar de secagem das telas
-Berços, impressora rotativa ou mesa corrida para estampar as peças, impressora à vácuo se for estampar adesivos ou papeis, impressora cilíndrica se for estampar estes objetos...
-Sistema de cura da tinta, camisetas exigem um soprador, flashcure ou berço térmico. Existem outras diversas possibilidades também para usos distintos. Esteira, estufa, secadoras metálicas para adesivos e semi rígidos...
-Lavadora de alta pressão ou similar para desgravar as telas sem esforço
-Telas
-Tintas, pigmentos
-Emulsão e sensibilizante
-Espátulas, rodos, aplicador de emulsão, chavetas se for berço corrido...
-A
lém dos insumos variados por exemplo: Solventes, diluentes, aditivos, catalisadores, removedor de emulsão, cola permanente...
-Esticador e tecido técnico se for esticar suas telas, assim como sistema de fixação (grampeado ou colado)
-Ferramentas gerais como martelo, chave de fenda, chave de boca, furadeira, grampeador, estilete...
-Material de limpeza
-EPI's: dependendo do tipo de tinta utilizado, ou para manusear equipamentos elétricos... Máscara, luvas, óculos, protetor auricular

Alguns equipamentos como berços térmicos, mesa a vácuo... Podem ser adquiridos usados bem abaixo do preço de mercado, neste caso atente-se no estado de conservação deles... Outros como estufa para secagem de telas, berços frios, mesa de revelação, secadora... Podem ser facilmente fabricadas sob medida por alguém que possua um pouco de conhecimento em marcenaria/serralheria... Diminuindo muito o valor do investimento...Só não vá fazer gambiarra tosca e depois por a culpa no Yarru!

Nestas postagens eu explico mais detalhadamente como fazer uma Estufa, um Berço de Parede, Suporte para Telas, fazer registro das cores com Morcetes e Chavetas, revelar telas com ou sem Retículas, Mistura de Tonalidades, Cura das Tintas, Toque Zero, RelevoRecuperação de Matrizes, Tempo de Exposição e muito mais... 
Confira estes links e não se arrependerá de dedicar algumas horas lendo as matérias e vendo os vídeos... DIY!!!

As etapas da serigrafia em um breve mapa mental

Atenção!!!
A dificuldades surgem em cada etapa do processo, a principal que vejo é na revelação das telas, futuramente disponibilizarei um guia completo sobre isso...


Continuando...

Segundo dados oficiais do Sebrae a cada cinco empresas que abrem no Brasil quatro fecham as portas em menos de cinco anos... O motivo principal é a falta de planejamento do empreendedor.
Para quem quer iniciar em um ramo novo digo que é fundamental ter visão empreendedora, com ela é possível ser bem sucedido em qualquer ramo, até catando lixo resíduos...

Portanto pra iniciar faça todas as possíveis perguntas para si mesmo:


O que quero fazer?
Como devo fazer?
Quem serão meus clientes?
Quem está fazendo isso também?

Tem algum local próximo de onde resido que oferta algum curso sobre o ramo ou sobre empreendedorismo?
Tem algum serígrafo que possa te mostrar na prática o funcionamento da rotina?
Tem fornecedores de máquinas, materiais e insumos, tintas, telas, rodos, químicos, assim como as camisetas lisas?

E principalmente, tem algum conhecimento ou habilidade em atividades manuais e artísticas?

Setores de uma pequena serigrafia
Recepção - Atendimento ao cliente, orçamentos, podendo ser junto ao administrativo...
Arte final e criação - Equipe de criação, montagem e impressão dos positivos
Impressão - Local onde ficam os berços, mesas de impressão, polimerizadeira, esteira de secagem...
Depósitos - Estantes de telas, prateleiras de tintas, substratos que serão impressos...
Laboratório - Para preparação das matrizes, mistura de químicos, emulsionamento, secagem das telas em estufa, revelação... (sala escura, é a salinha da luz vermelha)
Limpeza - Limpeza de telas, rodos, espátulas... Recuperação de matrizes...
Acabamento - Corte, dobra, empacotamento, controle de qualidade, separação...
Banheiro - Lugar correto de fazer as cagadas

Esses são os ambientes que precisamos separar normalmente, são as partes distintas da serigrafia, porém de acordo com a disposição do seu espaço físico empresarial e suas necessidades, pode-se conjugar uma ou mais destas partes...
Por exemplo colocar o local da impressão, acabamento e depósito no mesmo ambiente... Ou laboratório e limpeza... Tudo desde que se tenha a organização sem atrapalhar a sequencia dos serviços.
Arte final e recepção no mesmo espaço pode facilitar a interatividade com o cliente e o layout... Mas isso pode ser bastante negativo se não impuser limites, alguns clientes incomodam demasiado e pensam que são os chefes dos arte finalistas, o contato da empresa ao cliente deve ser feito pelo atendimento, este tem o preparo e o feeling necessários para lidar com as peculiaridades humanas.

Dependendo da necessidade ou ramo de atuação será também preciso incluir no seu orçamento a obtenção de outros bens como: 
Ventilador, mesas de apoio, móveis gerais, prateleiras, refiladeira, guilhotina... Churrasqueira, geladeira pras cervejas... Cama (pra quando a dona encrenca te tocar de casa)

Quadro de funcionários
Pode ocorrer dependendo do tamanho e da demanda da empresa, que um funcionário faça mais de um papel dentro dela
Por exemplo, o serígrafo pode estar responsável por todas as etapas do processo, revelação, impressão, limpeza, recuperação...
O arte finalista pode responder emails, a recepcionista auxiliar no empacotamento... Em empresas pequenas existe a adaptação conforme necessidades
Obviamente desde que não haja desvio de função de acordo com o registro na carteira do trabalhador, para evitar futuros incômodos judiciais, nem sobrecarga de serviços ao funcionário

O empresario deve também estar atento sobre a legislação local onde pretende montar o seu negócio, leis contábeis e trabalhistas são federais e unânimes, leis ambientais podem ter diferenciações de acordo com os lugares...

Isso seria o mínimo ideal para iniciar uma pequena firma
Dá pra iniciar com menos? Sim. Com mais? Melhor!
Depende de muitos fatores, quanto está disposto a investir, pretensão de tiragem diária de impressos...

Investimento
Dinheiro, trabalho e tempo... Aplicar corretamente para não desperdiçar nenhum deles!

E lembre-se, sua empresa é seu espaço no mundo pra mostrar o que pode fazer de melhor profissionalmente, seja um cidadão exemplar, ou tenha uma vintage workshop car

Curtiu? compartilhe e auxilie na divulgação do Yarru!

 Adicione-me nas redes sociais: 


 

Home | About Me | YouTubeChannel-1| YouTubeChannel-2 | EZine-Impregnantes | MySpaceTheCO2 | Twitter | Orkut | Facebook

Yarrru! Silk'n'roll © Design by Yarru | Publisher : Me